A expansão do mercado de games no Brasil tem despertado a atenção dos jovens para uma nova possibilidade de carreira no setor.

O mercado é amplo: é possível trabalhar no desenvolvimento de jogos para consoles, computadores e até dispositivos móveis, como tablets e smartphones. Dessa forma, o game designer tem inúmeras possibilidades de atuação na área, tanto como gerente de uma equipe, quanto trabalhando diretamente no jogo.

Neste artigo, apresentamos o que faz um game designer para quem tem interesse em conhecer mais sobre um dos setores do mercado que mais se desenvolvem no Brasil. Confira!

Funções do game designer

A área de desenvolvimento de jogos eletrônicos está ganhando espaço no país. Segundo a Associação Brasileira de Desenvolvedores de Games (Abragames), o mercado cresceu, em média, 12% ao ano nos últimos cinco anos. Além disso, o Ministério da Cultura tem impulsionado o setor para aumentar a visibilidade do Brasil internacionalmente.

Se você pretende seguir essa profissão, o primeiro passo é entender melhor o que faz um game designer. A responsabilidade dele é realizar todo o planejamento de interface, enredo, mecânicas e interatividade do jogo.

Ou seja, ele deve pensar em como o jogo pode ficar mais divertido e interessante para o público-alvo. Assim, surgem diversas funções que o designer de games pode cumprir dentro do jogo, como ser o designer chefe, designer de sistema, designer de fase e redator.

Designer chefe

Ao criar um jogo, é preciso, primeiramente, definir alguns pontos-chaves que guiarão o desenvolvimento. Um deles é o tipo de mecânica básica: plataforma de aventura, corrida infinita, lançamento, mundo livre, entre outros. Além disso, também é preciso alinhar o estilo gráfico do jogo, o que envolve mais do que a escolha entre 2D e 3D, incluindo também se será mais realista ou mais estilo cartoon, por exemplo.

Esse profissional é responsável por coordenar toda a equipe e desenvolver o conceito do jogo para que todo o time esteja alinhado. Ele pode ser tanto o dono do estúdio de desenvolvimento quanto um líder designado pela empresa.

Designer de sistema

Se você é um fã de games, talvez já tenha se deparado com algum jogo muito difícil ou muito fácil de se jogar. Um dos motivos disso é o desequilíbrio das regras da mecânica do jogo, fazendo com que a dificuldade não fique balanceada.

Designer de fase

O designer de fases é responsável por equilibrar as fases, desafios e missões do jogo. Por exemplo, a quantidade de bônus, vida, dano e pontuação dentro dela. Ele é muito importante, porque, se uma etapa do game está em um dos dois extremos de dificuldade (muito fácil ou muito difícil), o jogador pode perder o interesse muito rapidamente, afetando diretamente o sucesso do jogo.

Redator

Por fim, o redator é o responsável pela narrativa do game. Além de pensar na narrativa de forma geral, ele também precisa elaborar diálogos, cenas, dicas, tutoriais e até mesmo qualquer tipo de interação que o jogador precisará fazer ao longo do jogo, de forma que fique coerente com a história.

Um exemplo são os jogos que usam o próprio game para explicar a jogabilidade, para isso, é importante criar uma pequena história que complemente o enredo central ao mesmo tempo em que explica alguma regra ao jogador.

Perfil

Além de saber o que faz um game designer, para seguir a profissão, você também deve entender como é o perfil para essa carreira. O profissional de desenvolvimento de games deve conhecer e gostar muito de jogos de entretenimento. Isso pode parecer óbvio, mas é fundamental para entender as necessidades do setor e crescer na área desenvolvendo bons produtos. Outra característica importante é a criatividade, pois o game designer está envolvido nas principais etapas do desenvolvimento de jogos e, por isso, precisa ter uma visão criativa para ser bem-sucedido na carreira.

Ele também deve ser comunicativo e saber trabalhar em equipe, já que o processo de criação e desenvolvimento de jogos exige engajamento de profissionais de diversas áreas.

Qualificação

Para vivenciar tudo o que faz um game designer, é preciso se qualificar. Pessoas formadas em Design e até mesmo em Ciências da Computação podem atuar no mercado de games, ainda carente de mão de obra qualificada. Quem já tem graduação ou curso de nível técnico pode apostar nos cursos livres, de curta e média duração, com foco no mercado de games, que são importantes para que o jovem profissional conheça melhor as diversas funções que pode desempenhar em uma empresa.

Mercado de trabalho

Se alguém perguntar para você “O que faz um game designer?”, você já sabe o que responder, mas ainda falta saber como é o mercado de trabalho para o profissional. O game designer pode atuar em diversos setores, como agências de publicidade, produtoras de vídeo e cinema, desenvolvimento de software, soluções web e, claro, as empresas de desenvolvimento de jogos.

A presença cada vez maior dos games para além do entretenimento se traduz em novas oportunidades para o game designer no mercado de trabalho. Existe a possibilidade de trabalhar com jogos educacionais e de treinamento profissional, como simuladores de voo e direção.

Além disso, em muitos casos, o game designer pode atuar remotamente e prestar serviço para várias empresas trabalhando de casa.

Desafios para o futuro

A realidade virtual já é utilizada há mais de 20 anos, mas até hoje ainda não atingiu todo o seu potencial de popularidade nos games. Alguns jogos, como Need for Speed™ No Limits VR, já fazem uso dessa tecnologia, contudo, ainda não é muito popular por precisar de óculos especiais de realidade virtual e de controle específico.

Outro desafio para os desenvolvedores de jogos é a respeito dos smartphones. Os dispositivos móveis cada vez mais se tornam um aparelho essencial na vida das pessoas, portanto, o desenvolvimento para eles é massivo, sendo bastante difícil se destacar no meio de tantos outros jogos publicados.

Utilizar recursos nativos dos celulares como um elemento de jogabilidade pode ser um diferencial do seu game, como é o caso do Pokémon Go, que usa a geolocalização para a caça aos pokémons.

Agora que você já sabe o que faz um game designer, dá para notar que ele tem um papel muito importante no desenvolvimento de jogos e que, assim como toda a equipe, pode se aproveitar dos desafios para o futuro para se destacar na área. O mercado tem muitas possibilidades para o profissional com a qualificação correta, não faltarão oportunidades.

E aí? Gostou do post e está ansioso para criar seu primeiro game? Confira agora algumas dicas de ouro e se inscreva em nosso curso Playgame e aprenda a desenvolver jogos.

Pin It on Pinterest

Share This